domingo, 3 de julho de 2011

LEGADO DO GOVERNO ITAMAR FRANCO: DOIS ANOS QUE CONSOLIDARAM A POLÍTICA E A ECONOMIA CONTEMPORÂNEA BRASILEIRA

A primeira morte de um presidente pós-ditadura militar, reacende a verdadeira importância de seu governo e o seu legado enquanto ocupante do cargo mais importante do país. Independente de qualquer divergência política, Itamar Franco entrou para a história do Brasil por ter sido ele o responsável pela consolidação de dois aspectos que pareciam incorrigíveis naquele início dos anos 90: o político e o econômico.

Politicamente, o país em 1989 foi às urnas após um governo desastroso de José Sarney (1985-1989), que, para se ter uma ideia, nos deixou com uma inflação de 84% ao mês, com a esperança que um novo momento havia chegado e que era a hora do Brasil diminuir o seus problemas internos e externos.  Fernando Collor de Melo ganhou as eleições e menos de dois anos depois as denúncias de corrupção que assolavam o seu governo foram suficientemente fortes para que se decretasse pela primeira vez na história do país um processo de impeachment sobre o maior representante da República. Não tendo outra saída, Collor renuncia e o vice-presidente Itamar assume. Muita tristeza e decepção para milhares de brasileiros que depositaram a sua confiança em um retorno triunfante da democracia.

Sabiamente, uma das primeiras ações de um desconhecido Itamar para os brasileiros, mas já um experiente político de Minas Gerais, foi uma reunião convocada por ele na qual estavam presentes todos os presidentes dos partidos políticos do país. Sabia ele que o apoio de uma ampla maioria seria fundamental para a governabilidade naquele momento. Como os representantes dos partidos se recusaram a propor uma nova eleição, acabaram por firmar, mesmo alguns tacitamente com Itamar, um apoio para o restante do mandato presidencial. O mais difícil ele tinha conseguido. E dessa forma o Brasil respirava aliviado por não ver aumentar ainda mais a instabilidade política. E nesse alvoroço político, obedecendo aos ditames constitucionais, ainda foi realizado um plebiscito em 1993 para escolher a forma e o sistema de governo. Resultado: a maioria confirmou o regime republicano e o sistema presidencialista.

Na esfera econômica o presidente Itamar Franco foi de ator principal a coadjuvante, graças ao seu ex-ministro da fazenda Fernando Henrique Cardoso, que promoveu-se muito mais do que deveria como a figura mais importante do Plano Real em 1994. Ora, vaidoso como ele é, Fernando Henrique esqueceu-se de que estava ali graças a uma conjuntura política. E o presidente que ali se encontrava era Itamar Franco. Se hoje as novas gerações não sentem na pele, no estômago e nos bolsos o que é uma inflação incontrolável, a semente plantada foi no governo Itamar.

Percebemos que os fatos eram totalmente desfavoráveis para um desfecho pacífico e que resultasse em uma certa estabilidade política e econômica para a nação. Mesmo assim, o Brasil conseguiu superar obstáculos que na visão dos países ditos desenvolvidos, seria mais um exemplo nítido de insucesso de um país latino-americano.

Dificilmente o nome de Itamar será associado a “maracutaias”, desvios de dinheiro público ou qualquer ato de improbidade administrativa. Ele, concordando com o que dizia ou não, tinha atitude. Falava o que pensava. Hoje está cada vez mais raro encontrar um político com essa atitude, em um mundo marcado pelo politicamente correto e baseado em troca de favores.

Alguém pode perguntar: mas durante o seu governo não houve erros? Lógico que sim. Mas com certeza, em apenas dois anos os acertos foram fundamentais para um redirecionamento político e econômico do país. Depois do governo Itamar o Brasil respirou aliviado e disse: “Ufa! Essa foi por pouco!”.

OBS: Mesmo com a falta que Itamar fará no Congresso Nacional, cabe aqui frisar que não compactuo com a visão da conceituada historiadora Maria Aparecido de Aquino ao dizer que o “Brasil possui uma dívida com o Itamar”. Acredito que a palavra certa não seja “dívida”. Temos que reconhecer que ele foi um político que pautou a sua vida pública em defesa de uma melhoria concreta e não apenas em discursos falaciosos. Afinal de contas, ética, honestidade e a defesa da melhoria de vida dos cidadãos brasileiros não seriam posturas obrigatórias de quem nos representa?

OBS2: Quem assumirá o lugar de Itamar Franco no Senado será Zezé Perrella, presidente do Cruzeiro Esporte Clube. É a mudança da “água para o vinho”. Se tiver curiosidade, vá ao Google e digite simplesmente “Zezé Perrella é acusado” ou “Zezé Perrella é investigado”, que você conhecerá um pouco mais sobre o substituto de Itamar Franco.


18 comentários:

  1. Infelizmente o mérito de Itamar Franco é pouquíssimo reconhecido.

    ResponderExcluir
  2. Quero Cocordar com seus argumentos e deixar um texto para que seus leitores possam ler mais sobre essa Figura que se foi.
    Titulo "Itamar Franco o Discreto Presidente."
    em http://ativismocontraaidstb.blogspot.com
    Obrigado!!!
    Nilo Geronimo Borgna

    ResponderExcluir
  3. O FHC herdou os méritos do Itamar franco.

    ResponderExcluir
  4. Temos uma mesma impressão desse verdadeiro homem público brasileiro, capaz até de dispensar a pompa governamental em seu funeral. Esse fará falta! Ótimo texto! Mais da biografia de Itamar em http://migre.me/5a3Cj.

    ResponderExcluir
  5. Sergio Araujo/RS3 de julho de 2011 12:03

    Acrescento o fato de Itamar assumir no lugar de um presidente desacreditado em sua honestidade e ter completado o mandato como um exemplo de ética e retidão, um exemplo de homem público que servirá de referência para todos os presidentes que o sucederão.

    ResponderExcluir
  6. Janaina mendonca3 de julho de 2011 12:06

    Realmente e uma grande perca para todos!! Itamar construiu uma grande historia na política..

    ResponderExcluir
  7. Bela aula de história, apenas com o pesar da perda de Itamar e de perrella ( p minusculo mesmo).

    ResponderExcluir
  8. Ótimo texto - Pois no Brasil este Polítco (um mineiro Raposa na linguagem política de Minas )Realmente não fez nada fenomenal aos olhos da Imprensa - Sim Ele simplesmente estabilizou a Política e a economia Brasileira ITAMAR EXEMPLO A SER SEGUIDO - MINEIRO DE CORAÇÃO """

    Carlos Alves

    ResponderExcluir
  9. Infelizmente o único erro de Itamar foi o perrela (moral questinado aqui em Minas) ser o seu suplente !!!


    CAM

    ResponderExcluir
  10. Olá sou Ginah Hávylla tenho 15 anos e conheço muito bem a história desse politico enfim pode parecer estranho uma garotinha de apenas 15 anos dizer mas sei q eu com meus 15 anos entendo muito mais de politica que muitos com seus 20 40 anos !!! enfim Itamar era uma pessoa honesta idealista e que tem muita história de luta garra superação e o melhor foi um politico maravilhoso e que graças a ele e ao Fernando Henrique Cardoso estamos como estamos hoje enfim o ex presidente (Lula) apenas seguiu o governo de FHC mudando o nome dos projetos já existentes e dizendo que foi dele , enfim o governo lula foi apenas um expelho ou melhor uma copia do governo FHC quem realmente entende de politica sabe do q estou falando!!! enfim perdemos um dos unicos politicos honestos que nos restava isso é "SE Ñ ERA O ULTIMO" enfim o Brasil veste luto com a perda deste cara que foi fundamental para a construção de um país melhor e um exemplo de Homem com caráter e ñ esses "POLITICOS" inescrupulosos que temos hoje em dia enfim lamento muito por ñ ter visto de fato o governo Itamar pois sei que foi um exemplo para nos que de fato queremos um Brasil melhor mais justo onde é feita uma politica limpa e justa !!!! uma abraço (Ginah Hávylla Gino Lemos,15, Betim-MG)

    ResponderExcluir
  11. Acessem meu blog La bestia Negra tudo sobre o Cruzeiro e a corbertura sobre Perrela http://labestianegraltda.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Infelizmente, só deram valor ao Itamar Franco após a morte dele. Talvez ele não soubesse que o reconheciam e davam valor aos méritos dele; antes da morte dele. Brasil é isso. Desvalor para os seus quando vivos.

    ResponderExcluir
  13. É, todo mundo vira santo depois que morre.

    ResponderExcluir
  14. Confesso que fica uma certa desesperança com a morte de Itamar. O horizonte político fica um tanto mais cinza, mais sujo.

    ResponderExcluir
  15. FHC o maior erro de Itamar, tudo bem que a pressão deve ter sido muito grande...Era o Plim Plim colocando seu fantoche no lugar...Como Mantra Fazendo o Pai do Real...E na gaveta pai do filho bastardo...

    ResponderExcluir
  16. Muito bom! Para se ter uma idéia, certa vez Itamar tinha um compromisso em Portugal, onde autoridades de todo mundo e jornalista o esperava e nada de Itamar chegar. Sabe o que ele fez? Deixou as autoridades esperando e foi passear no Shopping Center. Fato que demonstra a simplicidade deste homem.

    Jr Queiroz
    www.paraibamix.com

    ResponderExcluir
  17. Ele merece todas homenagens!

    ResponderExcluir
  18. Fará muita falta. Exemplo de retidão. Saudades, Itamar. :(

    @debora_H_F_Ar

    ResponderExcluir